DESTINOS TURÍSTICOS NACIONAIS

Gestão inteligente do turismo mobiliza parceria entre Senac e Destinos Inteligentes

Diagnóstico aponta que menos de 1% dos destinos possuem plataformas digitais para a gestão do turismo

Ferramenta que serve para o norteamento das políticas públicas no setor, o PDT – Plano Diretor do Turismo é revisado a cada três anos pelas cidades que são estâncias ou MITs – Municípios de Interesse Turístico, como prevê a Lei Complementar Nº 1.261. Nesta edição, o município de Brotas será cenário do Programa Brotas Destino Turístico Inteligente com o projeto Gestão Inteligente do Turismo.

O objetivo é utilizar a plataforma como ferramenta de produção do plano diretor que será abastecida com informações que contribuam para a gestão inteligente do turismo. “Esta iniciativa, além de permitir o acompanhamento da execução do Plano Diretor, representa a gestão do turismo de uma maneira democrática, isto é, oferecer um repertório de dados sobre o município que seja válido para o turista ou para um investidor interessado em investir no município”, explica Fernando Figueiredo, docente do Senac SP.

Parceria estabelecida entre o Senac e a Plataforma Destinos Inteligentes marca o início de uma nova fase para o turismo paulista. A partir de estudos que apontam a ausência de ferramentas que possibilitem o acesso à informação sobre destinos turísticos, novas soluções são implementadas no projeto-piloto que inclui a estância turística de Brotas. Entre diversas ações está o aumento da conectividade em zonas rurais e praças, a implantação do tema nas escolas, a melhoria da acessibilidade e, que conta também, com o projeto Gestão Inteligente do Turismo.

Conteúdo

A movimentação do turismo nacional, na esteira dos indicadores favoráveis a partir do segundo semestre, tem projeções de crescimento já no segundo semestre de 2021 e mais forte em 2022, motivada pela demanda reprimida, o avanço da campanha de vacinação, dólar alto e preferência por destinos domésticos do viajante. Na contramão deste cenário, a ausência de instrumentos e informações no ambiente virtual para operadoras, agências e o próprio turista, são vistas como obstáculos no impulso deste setor.

Pesquisa conduzida pelo professor e pesquisador Antonio Carlos Bonfato, do Senac SP, que contempla 118 cidades em 51 regiões turísticas e 44 circuitos turísticos regionais aponta que a informação sobre os atrativos é falha na maior parte dos indicadores. Somente um quarto das cidades turísticas têm placas de orientação dentro dos padrões da OMT – Organização Mundial de Turismo. Faltam centros de informações em 54% das cidades e apenas 4% possuem totens.

A gestão da informação por meios digitais está disponível em somente 1% dos destinos paulistas. No período em que crescem as buscas de informações pelo próprio turista para a tomada de decisão sobre o local da viagem, este cenário é visto como algo preocupante, na avaliação de Jorge Duarte, gestor da Área de Turismo e Hospitalidade do Senac. “As pessoas buscam na internet dados para montar seu roteiro de viagens. Por isso, é urgente que os municípios tenham este inventário turístico disponível, com a organização do conteúdo de um jeito que seja compreendida pelo viajante sobre os produtos e experiências que poderá encontrar”, afirma.

No estudo comparativo realizado entre 2018 e 2021, a Estância Turística de Brotas saltou 44,3% no indicador Sistema de Informações Turísticas, graças à implantação da plataforma Destinos Inteligentes. Segundo o secretário de turismo de Brotas, Fábio Pontes, depois que a ferramenta passou a ser utilizada no Ponto de Informação Turística, estimulou os empreendedores locais a enviarem fotos, atualizarem as informações sobre os seus estabelecimentos e alguns até pediram para se cadastrarem na ferramenta. Foi a primeira vez que isto aconteceu no município.

INDICADORES DO TURISMO EM BROTAS. FONTE: SENAC

Percepção

Esta necessidade começa a ser enxergada pelos gestores de estâncias turísticas que têm tido ampla procura após as medidas de flexibilização dos protocolos sanitários. Ibitinga e Brotas inseriram seus atrativos na Destinos Inteligentes, plataforma digital de organização das informações turísticas dos municípios que aderem à ferramenta.

“A Destinos Inteligentes é um serviço que atende diferentes perfis de públicos. Para a inteligência de mercado, oferecemos um repositório de conteúdo atual e de credibilidade, onde é possível analisar a série histórica e ampliar as perspectivas de negócios. Além de atender ao turista, é também um ambiente amigável ao morador da própria cidade, que pode conhecer com profundidade os serviços disponíveis por segmento de atividade”, explica Rodrigo Raineri, CEO da Destinos Inteligentes.

Se antes o turista precisava navegar por sites de busca e procurar cada serviço para o seu roteiro de viagem, agora é possível encontrar tudo reunido em uma interface, do contato e endereço para a reserva da hospedagem, ao passeio do dia ou o restaurante para jantar.

A Destinos Inteligentes tem navegação intuitiva, facilmente acessada de qualquer dispositivo. Este conceito digital é também um facilitador na orientação do turista no Ponto de Informações Turísticas (PIT), onde o recepcionista, do seu smartphone, poderá compartilhar com o turista informações diretas da plataforma para a sua orientação. Cada estabelecimento pode se tornar uma base de compartilhamento de informações ao turista, bem como os colaboradores destes empreendimentos, multiplicadores da divulgação dos atrativos.

Sobre o fundador

CEO da Destinos Inteligentes, Rodrigo Raineri é formado em Engenharia de Computação pela Unicamp. Realizou seu estágio em engenharia na Holanda, e nesta oportunidade quando morou e viajou por seis meses na Europa, deu-se conta do poder do turismo internacional. Nesta mesma ocasião escalou pela primeira vez o Mont Blanc e, ao voltar ao Brasil e finalizar a graduação, resolveu abrir uma agência e operadora de turismo de Natureza e Aventura no Brasil.

Desde então, sua vida é dedicada ao turismo. Único brasileiro a guiar escaladas nos sete cumes do mundo, as montanhas mais altas de cada continente. Foi docente do curso de Pós-graduação em Ecoturismo no Senac, em Águas de São Pedro e administrou sua pousada na Ilha Grande, em Angra dos Reis-RJ, por sete anos.

Após suas realizações como empresário do trade turístico e guia de montanha, Rodrigo partiu para um desafio mais ousado, de transformar um antigo sonho em realidade: revolucionar o turismo no Brasil! Em seus estudos, uma das pesquisas que mais impactou Rodrigo, conduzida pelo Senac com 118 municípios, identificou que as maiores deficiências do turismo nacional são a ausência de ferramentas digitais de gestão e de divulgação. Junto a amigos, ele funda então a Destinos Inteligentes, que tem como objetivo de revolucionar a gestão do turismo no Brasil.

Mais Lidas

VOENEWS - Notícias do Turismo Escritório de Negócios QNN 7 Conjunto "L" - Lote 47 - Loja 01- CEP: 72225-080 Telefone: (61) - 3202-8600 - Celulares: (61) 98117-4456 E-mail: contato@voenews.com.br

SOBRE O VOENEWS

VOENEWS – Notícias do  Turismo é de responsaabilidade da empresa: MP&F Assessoria e Consultoria em Turismo e Marketing, inscrito no CNPJ: 24.060.077/0001-15

Copyright © 2011 - VOENEWS - Notícias do Turismo

para o Topo