__________________________________________________

Vai fazer intercâmbio? Cinco dicas para se preparar para a viagem

Moeda, custo de vida e até sistema de saúde são fatores decisivos na hora de planejar

Fazer intercâmbio é o sonho de muitas pessoas que desejam estudar em outros países. Aprender um idioma, conhecer novas culturas, vivenciar diferentes tradições e desenvolver melhor o lado pessoal ou profissional são os principais objetivos de quem busca essa experiência. Um intercâmbio pode oferecer um leque de boas oportunidades, entretanto é necessário se atentar a alguns detalhes antes de embarcar nessa jornada, e assim evitar transtornos, ter uma vivência tranquila e, principalmente, econômica.

A Wise preparou uma lista de fatores que todo futuro intercambista precisa pesquisar e considerar na hora de planejar a sua viagem e escolher um destino:

Faça controle prévio das suas finanças

Segundo uma pesquisa realizada pela Wise, os Estados Unidos, a Nova Zelândia e a Austrália encabeçam o ranking dos países onde os brasileiros mais gastaram dinheiro com estudos entre março de 2022 e março de 2023. Nos Estados Unidos, o brasileiro gastou um total de £ 21.585,47 no período, seguidos de £ 15.241,46 na Nova Zelândia e £ 12.677,38 na Austrália.

Na moeda brasileira, são R$ 136.385,63 nos EUA, seguidos de R$ 96.301,64 na Nova Zelândia e R$ 80.100,75 na Austrália.*

Mas o intercâmbio não é uma simples viagem. Além dos gastos com escola, livros e materiais, é importante lembrar que você está morando no país por um tempo, então precisa gastar moderadamente. Para não perder o controle financeiro, vale pesquisar o custo de vida da cidade de destino e fazer um planejamento diário de gastos para saber quanto dinheiro é preciso levar.

Tenha uma conta internacional

Gastos planejados? Chegou a hora de começar a converter. Contar com uma conta multimoedas é um grande diferencial nesse momento. Por isso, vale procurar a melhor plataforma que ofereça esse tipo de serviços.

Por exemplo, a conta multimoedas da Wise permite ao usuário manter saldo em mais de 40 moedas em um só lugar, funcionando como uma casa de câmbio no celular. Ela usa o câmbio comercial — aquele mostrado no Google — para conversão de moedas. A Wise também possibilita que a pessoa gaste como um local, podendo, inclusive, carregar o saldo instaneamente com o Pix. Além disso, o consumidor conta com a garantia de transparência para evitar o pagamento de taxas ocultas, que podem chegar a 6% do valor médio do câmbio de mercado em outras plataformas.

Pesquise sobre as leis, a cultura e a moeda do seu destino dos sonhos

Antes de embarcar, pesquise sobre a cultura do país, leis, regulamentos, clima e costumes. Conheça os meios de transporte locais, veja mapas para pesquisar trajetos para lugares que você deseja visitar ou sabe que frequentará.

Se conseguir, compre a moeda estrangeira gradualmente para conseguir um preço médio do câmbio e estude sobre a variação do mercado local para planejar seus potenciais gastos. No aplicativo da Wise, é possível programar conversões automáticas para quando o câmbio desejado for alcançado.

Também vale buscar influenciadores locais nas redes sociais para conhecer costumes e aprender um pouco da língua local para conseguir falar o básico. Para isso, aplicativos que ajudam no aprendizado de outros idiomas podem ajudar trazendo lições focadas em como fazer pedidos em um restaurante e as normas sociais.

Conheça outros intercambistas e crie uma rede de apoio

Além de tentar se enturmar com os estrangeiros, é importante saber sobre a experiência de outros intercambistas brasileiros. Antes de ir, entre em grupos ou fóruns online com pessoas que também fizeram intercâmbio, elas podem dar conselhos valiosos que apenas quem passou pela mesma experiência sabe.

E quando já tiver no intercâmbio, busque conhecer outros brasileiros para fazer amizades, receber dicas de lugares para conhecer, ter companhia para passeios e se integrar ao restante da comunidade.

Cuidado com a saúde

Pesquise sobre o sistema de saúde do seu país de destino, pois alguns lugares possuem serviços de saúde públicos e gratuitos, já outros não. Se for para um país que não tenha serviço de saúde pública, contrate um seguro e antecipe seus exames e consultas médicas para evitar surpresas na viagem. Também vale checar quais são as vacinas necessárias para entrar no país. Para isso, vale manter o aplicativo Meu SUS Digital atualizado e os comprovantes de vacinação sincronizado.

Algumas agências especializadas em intercâmbio disponibilizam o seguro saúde para seus agenciados — verifique se esse é o seu caso e procure entender os termos do seguro. Antes de embarcar, faça exames de rotina, leve uma cópia de suas informações médicas na viagem e medicamentos básicos para alergias e resfriados.

*Valor convertido da Libra para o Real na calculadora do Banco Central no dia 26/02/2024.

Mais Lidas

Todos os direitos reservados a MP&F CONSULTORIA E ASSESSORIA NEGÓCIOS, MARKETING E TURISMO

SEDE BRASÍLIA – DF

MP&F CONSULTORIA E ASS EM NEG TURISMO EMARKETING – VOENEWS – Notícias do Turismo
QNN 7 Conjunto “L” – Lote 47 – Loja 01- CEP: 72225-080 Telefone: – Celulares: (61) 99837-2213 – E-mail: contato@voenews.com.br

CNPJ: 24.060.077/0001-15

SUCURSAL RIO DE JANEIRO

EVENTOS.HOTEL LTDA

Rua XV de Novembro, 49 – Sala 04 – Parte – Centro

Rio de Janeiro – RJ – CEP: 28.800-000

(21) 96713-1150

Copyright © 2011 - VOENEWS - Notícias do Turismo

para o Topo