Hotéis

Equipes de hotéis cariocas recebem treinamento de registro de ocorrências criminais

Uma capacitação de colaboradores da rede hoteleira para uso do sistema Ro-Online (ex-DEDIC) de registro de ocorrências, da Polícia Civil, marcou a realização, nesta quarta-feira, dia 19, do Fórum de Segurança do HotéisRIO, no Windsor Leme Hotel. Nesta primeira edição de 2023 estiveram presentes representantes das forças de segurança, do poder público e das equipes dos hotéis.

O objetivo do treinamento é preparar os colaboradores dos hotéis para utilização do sistema e facilitar o registro e a comunicação de ocorrências, que podem ser feitos do lobby do próprio hotel. A capacitação é voltada para supervisores e coordenadores de segurança, gerentes de recepção e concierges, entre outros.

O coordenador do Fórum de Segurança do HotéisRIO, Ricardo Barreiro, ressaltou a importância da coordenação de esforços de diversos órgãos, como polícias civil e militar, ministério e defensoria públicos, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros, entre outros. “Não adianta achar que apenas as forças policiais resolverão o problema de segurança. A mensagem é de união e integração”.

Para o subsecretário de Estado de Turismo Nilo Sérgio Félix, é importante que a sociedade considere uma reformulação da legislação criminal para que as penas sejam mais rigorosas. “A insegurança não é aceitável em lugar algum, ainda mais em uma cidade como a nossa, a mais visitada a lazer no Brasil, com 2 milhões de turistas por ano”.

O subcomandante do BPTur (Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas), major Nelson Rique, apresentou a estrutura da unidade e sua atuação. “O turismo é uma atividade econômica muito importante em 54 dos municípios do Estado do Rio de Janeiro. O programa de Conscientização em Segurança Pública para Hotéis, que nós desenvolvemos, é muito útil para aumentar a capacidade dos empreendimentos hoteleiros de auxiliarem o trabalho das forças de segurança. Também disponibilizamos um grupo de Whatsapp, do qual os integrantes da equipe fazem parte, e que facilita o contato das equipes dos hotéis conosco”.

De acordo com a delegada titular da DEAT (Delegacia Especial de Apoio ao Turismo), Patricia Alemany, a ideia é facilitar a vida do turista em um momento difícil, até porque muitos não querem se deslocar a uma delegacia para fazer o registro. “Não precisa ir à delegacia. Basta sentar no lobby e usar o próprio computador do hotel para fazer o registro. Isso é muito importante para ajudar a combater o crime. A ferramenta é fundamental para auxiliar na identificação das manchas criminais da cidade”. Detalhes como a roupa que a própria vítima estava usando são importantes. “Às vezes o vídeo das câmeras de segurança chega vários dias depois e será essencial para os policiais saberem como a vítima estava vestida, de forma a identificá-la nas imagens e diferenciá-la dos criminosos”.

As próximas edições do treinamento serão online, com duração de uma hora.

Mais Lidas

Todos os direitos reservados a MP&F CONSULTORIA E ASSESSORIA NEGÓCIOS, MARKETING E TURISMO

SEDE BRASÍLIA – DF

MP&F CONSULTORIA E ASS EM NEG TURISMO EMARKETING – VOENEWS – Notícias do Turismo
QNN 7 Conjunto “L” – Lote 47 – Loja 01- CEP: 72225-080 Telefone: – Celulares: (61) 99837-2213 – E-mail: contato@voenews.com.br

CNPJ: 24.060.077/0001-15

SUCURSAL RIO DE JANEIRO

EVENTOS.HOTEL LTDA

Rua XV de Novembro, 49 – Sala 04 – Parte – Centro

Rio de Janeiro – RJ – CEP: 28.800-000

(21) 96713-1150

Copyright © 2011 - VOENEWS - Notícias do Turismo

para o Topo