_Destaque

Bares e restaurantes endividados buscam medidas restritivas menos rígidas para o setor

De acordo com a Associação Nacional de Restaurantes (ANR), 71% do segmento de Alimentação Fora do Lar sofre com o acúmulo de dívidas geradas pela pandemia

Brasília, 14 de junho de 2021 – No mês passado, a Associação Nacional de Restaurantes (ANR), em parceria com a consultoria Galunion e com o Instituto Foodservice Brasil (IFB), informou que 71% dos bares e restaurantes brasileiros enfrentam endividamentos por conta da pandemia ocasionada pela Covid-19. A situação para o setor de Alimentação Fora do Lar é crítica.

Apesar dos suportes oferecidos pelo governo, o trade ainda enfrenta uma forte crise econômica desencadeada, principalmente, pela baixa movimentação nos empreendimentos. As restrições de funcionamento, impostas pela maioria dos estados do país, também contribuem para a fragilidade do segmento. Para a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA), o problema em relação ao setor vai além da ausência de clientela.

“Estamos vivenciando uma segunda onda com novas medidas restritivas. Muitas cidades permitem que bares, restaurantes e similares operem até determinada hora. Depois disso, é necessário encerrar o expediente físico para ofertar apenas no formato do delivery”, explica Alexandre Sampaio, presidente da FBHA.

Ele ainda destaca que, ainda assim, os empreendimentos sofrem com essas decisões, visto que as entregas também devem ocorrer em horários definidos. Para Sampaio, não tem lógica promover esse tipo de limitação, sendo que a alimentação é vital para a população.

A federação também informa que o problema na restrição do funcionamento destes estabelecimentos traz prejuízos em relação aos produtos que estão sendo disponibilizados aos clientes.

“É preciso levar em consideração que bares, restaurantes e similares trabalham com alimentos e bebidas. Há prazo de validade para cada produto. Quando uma região delimita o horário ou, até mesmo, promove um lockdown, a perda para o empresário vai além dos clientes que não foram ao seu empreendimento”, diz.

Dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) indicam que as atividades turísticas já somam um prejuízo de R$ 341,1 bilhões. O levantamento também inclui os meios de alimentação espalhados pelo país.

“Atualmente, temos mais de 16 mil bares e restaurantes inseridos no Cadastur. Ainda há outros, por fora, que também vivem a mesma realidade. Infelizmente, os empreendimentos que ainda estão em funcionamento vivem uma crise sem fim, onde o dia de amanhã é incerto. A flexibilização das restrições é necessária para tentar minimizar o déficit que temos. Temos urgência nessas mudanças”, comenta Sampaio.

Sobre a FBHA – A Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação (FBHA) é uma entidade sindical patronal constituída com a finalidade de coordenação, defesa administrativa, judicial e ordenamento dos interesses e direitos dos empresários da categoria e atividades congregadas. Integra a chamada pirâmide sindical, constituída pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), pela própria FBHA, pelos Sindicatos e pelas empresas do setor.

É uma das maiores entidades sindicais do país e tem representação nos principais órgãos, entidades e conselhos do setor empresarial e turístico do Brasil, tais como o Conselho Nacional de Turismo (CNT), do Ministério do Turismo, ou o Conselho Empresarial do Turismo (Cetur) da CNC.

Está presente em todas as regiões, através de 67 sindicatos filiados. Representa em âmbito estadual e municipal cerca de 940 mil empresas, entre hotéis, pousadas, restaurantes, bares e similares.

Mais Lidas

VOENEWS - Notícias do Turismo Escritório de Negócios QNN 7 Conjunto "L" - Lote 47 - Loja 01- CEP: 72225-080 Telefone: (61) - 3202-8600 - Celulares: (61) 98117-4456 E-mail: contato@voenews.com.br

SOBRE O VOENEWS

VOENEWS – Notícias do  Turismo é de responsaabilidade da empresa: MP&F Assessoria e Consultoria em Turismo e Marketing, inscrito no CNPJ: 24.060.077/0001-15

Copyright © 2011 - VOENEWS - Notícias do Turismo

para o Topo