DESTINOS TURÍSTICOS NACIONAIS

Oito em cada dez mulheres planejam viajar de forma mais simples, afirma pesquisa

Levantamento da Booking.com revela tendência das brasileiras em procurar por locais diferentes dos habituais e em meio à natureza

erca de oito em cada dez brasileiras planejam viajar de forma mais simples, durante a retomada das viagens no país. A constatação é de uma pesquisa da plataforma digital Booking.com e vem em alusão ao Dia Nacional da Mulher, comemorado anualmente no dia 30 de abril. Para elas, de acordo com o levantamento, os destinos ao ar-livre ou locais ideais para curtir a família terão a preferência no roteiro das próximas férias.

Segundo 65% das entrevistadas, as restrições de passeios em alguns destinos só criaram um desejo ainda maior de conhecer novos locais. É o caso da produtora de conteúdo digital do instagram “Mulheres que Viajam Sozinhas”, Luciane Leal. Sua última viagem foi em janeiro de 2020 e desde então ela vem nutrindo cada vez mais a vontade de conhecer destinos nacionais. “Eu acho que toda essa situação provoca certa urgência nas pessoas em realizar as coisas que querem, em fazer as coisas que a gente ama fazer. Desde que eu me conheço por gente eu sou viajante, nasci em uma família de viajantes, trabalhei 18 anos como comissária de bordo”, disse.

Luciane Leal durante viagem aos Lençóis Maranhenses. Crédito: Arquivo Pessoal.

Para ela, o momento agora é de aproveitar a diversidade dos atrativos brasileiros, observando as restrições impostas por cada local. “Assim que possível, eu planejo retornar as minhas viagens para aproveitar o lazer em destinos como Fernando de Noronha (PE), sul da Bahia, Pantanal e Amazônia. Mas antes, temos que pesquisar sobre o local escolhido. Saber como o destino está recebendo o turista, se há restrições”, atentou a produtora de conteúdo.

A pesquisa revela ainda que 16% das brasileiras planejam curtir o lazer através do turismo de aventura, 58% em uma viagem relaxante e 54% delas planejam realizar uma pausa na rotina para uma “trip” na praia. “Se tiver viajantes conscientes e informadas, a gente pode fazer turismo nesse momento, desde que a gente pare para pensar no impacto que a gente causa no lugar para onde estamos indo”, destacou Luciane Leal.

A PESQUISA – Realizada em 28 países, a pesquisa do Booking.com contou com a participação de 20.934 pessoas, de forma online, que viajaram a negócios ou a lazer no último ano e que planejam viajar nos próximos 12 meses.

SELO – Desde junho de 2020, o Ministério do Turismo disponibiliza o selo “Turismo Responsável” no intuito de dar segurança sanitária aos turistas e aos trabalhadores do setor. O documento está disponível para 15 segmentos, como meios de hospedagem, parques temáticos, restaurantes, cafeterias, bares, centros de convenções, feiras, exposições e guias de turismo, entre outros.

Cada atividade possui um protocolo específico, elaborado em parceria com empresas e instituições ligadas ao setor, a partir de diretrizes internacionais e validados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Para utilizar o selo, o empreendedor deve afixá-lo em local de fácil visualização do cliente. O estabelecimento pode ainda oferecer um QR Code, de modo que turistas tenham a chance de verificar as medidas adotadas.

Destinos de natureza serão tendência para elas, segundo levantamento. Crédito: Jade Queiroz/MTur

Por Victor Maciel

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Categoria

Mais Lidas

VOENEWS - Notícias do Turismo Escritório de Negócios QNN 7 Conjunto "L" - Lote 47 - Loja 01- CEP: 72225-080 Telefone: (61) - 3202-8600 - Celulares: (61) 98117-4456 E-mail: contato@voenews.com.br

Copyright © 2011 - VOENEWS - Notícias do Turismo

para o Topo