AEROPORTOS

Aeroporto de Campo Grande participa da campanha Outubro Rosa

voenews

Neste mês de outubro, momento em que o mundo se mobiliza para a conscientização sobre a prevenção ao câncer de mama, o Aeroporto Internacional de Campo Grande (MS) aderiu ao movimento e iluminou com a cor rosa um dos cartões-postais da capital sul-mato-grossense: o Monumento Pantanal Sul, que é composto por três esculturas de tuiuiús, ave símbolo do bioma, localizadas na praça em frente ao terminal.

Além da iluminação, nesta quarta-feira (10), a Rede Feminina de Combate ao Câncer estará, das 9h às 16h, com um estande para a venda de diversos produtos artesanais no terminal. Todo o valor arrecadado será utilizado em prol dos pacientes que são atendidos pelo Hospital de Câncer de Campo Grande – Alfredo Abrão.

Sediada nas instalações do hospital, a Rede Feminina de Combate ao Câncer de Campo Grande integra a Fundação Carmem Prudente. Composta por voluntárias que realizam diversas atividades voltadas aos pacientes, o grupo fornece cestas básicas, perucas, lenços, sutiãs com próteses e kits de higiene aos mais necessitados. E também aos pacientes vindos do interior. Nesses casos, a Rede dá suporte por meio da Casa de Apoio, que conta com 32 leitos e atende a uma média de 1.400 diárias por ano. Além do acolhimento, as voluntárias fornecem alimentação e transporte durante o período do tratamento.

Sobre o Outubro Rosa

O Outubro Rosa já é símbolo mundial da prevenção do câncer de mama desde 1997, quando a cor rosa passou a iluminar e colorir fachadas dos principais prédios públicos e pontos turísticos ao redor do mundo. O objetivo é alertar as pessoas sobre a doença e conscientizar sobre a importância do diagnóstico precoce da doença, incluindo o autoexame.

A campanha foi criada no início da década de 90, mesma época em que o símbolo da prevenção ao câncer de mama, o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York (EUA).

Mais comum entre as mulheres, a maioria dos casos de câncer de mama tem sido diagnosticados já em estágios avançados. No Brasil, as taxas de mortalidade pela enfermidade continuam elevadas, exigindo cada vez mais atenção à necessidade do diagnóstico precoce, que, aliado ao tratamento, possibilita melhores resultados.

Segundo o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), uma das formas detecção precoce do câncer de mama é o autoexame e a mamografia. E para o controle do câncer de mama é recomendado que as mulheres entre 50 e 69 anos realizem mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) a cada dois anos, mesmo que não tenham alterações.

Clique para comentar

Mais Lidas

VOENEWS - Notícias do Turismo - Escritório de Negócios SCLN 201 - Bloco "C" - sala 112 Brasília - DF - CEP: 70.832-530 Telefone: (61) - 3201-8602 Celulares: (61) 98117-4456 - E-mail: contato@voenews.com.br

EVENTOS DO TURISMO

NOTÍCIAS DA HOTELARIA

Copyright © 2011 - VOENEWS - Notícias do Turismo

para o Topo