ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Visto eletrônico ultrapassa a marca de 100 mil emissões para estrangeiros

Turistas dos Estados Unidos foram os que mais solicitaram o visto desde o lançamento da ação em janeiro

Dados do Itamaraty revelam alta procura pela emissão eletrônica do documento. Objetivo é ampliar medida para países como China e Índia

O visto eletrônico, medida para facilitar a vinda de mais turistas internacionais para o Brasil, ultrapassou, em agosto, a marca de 100 mil documentos processados. Os dados são do Ministério das Relações Exteriores, que lançou a medida no fim do ano passado em ação conjunta com a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e o Ministério do Turismo. Entre os países beneficiados, os Estados Unidos lideram no número de pedidos, com 70.793, seguidos pela Austrália (13.975), Canadá (9.315) e Japão (7.233). A meta é expandir o procedimento para outros mercados estratégicos e países distantes com grande potencial de emissão de turistas para o Brasil, como China e Índia.

A agilidade do procedimento para obter o documento tem atraído cada vez mais adeptos. Em julho, 97,6% dos vistos emitidos pela rede consular do Brasil na Austrália foram por meio eletrônico, 87,2% no Canadá, 82,9% nos Estados Unidos e 59,8% no Japão. No mesmo mês, o aumento no número de vistos emitidos foi de 52% no Canadá, 48,6% nos Estados Unidos, 25,5% na Austrália e 21,5% no Japão se comparado com o mesmo período de 2017.

Segundo a presidente da Embratur, Teté Bezerra, ações dessa natureza fazem parte da modernização do setor de turismo e de uma necessidade de, cada vez mais, facilitar a vinda do visitante internacional. “A facilidade do visto eletrônico desburocratiza processos e acompanha uma tendência de mercado que atesta que, cada vez mais os turistas têm procurado destinos mais acessíveis, os quais é possível realizar todo o processo desde a pesquisa dos atrativos, solicitação de vistos, até o fechamento de passagens e hospedagens pela internet”, ressalta.

Inicialmente, a facilitação foi concedida para esses quatro países já que correspondem a aproximadamente 60% dos vistos para fins de turismo e negócios emitidos nos últimos anos. Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), o visto eletrônico pode incrementar em até 25% o fluxo entre os destinos beneficiados. Nos seis meses iniciais do sistema no Brasil, houve aumento de 42% na solicitação de vistos nos quatro países envolvidos.

E-VISA

O Programa de Visto de Visita por Meio Eletrônico é resultado de uma ação conjunta do Ministério das Relações Exteriores, Ministério do Turismo e Embratur para gerar rapidez e comodidade à solicitação de visto para o Brasil e aumenta a eficiência na prestação dos serviços consulares. Em novembro de 2017, a Austrália foi o primeiro país a receber a facilidade. Os turistas de Japão, Canadá e Estados Unidos puderam emitir o documento a partir do mês de janeiro deste ano.

O turista estrangeiro pode requerer o E-visa e obtê-lo de forma remota em até cinco dias úteis. Antes, o prazo para concessão do documento tradicional varia entre 30 a 40 dias. O sistema diminuiu também a taxa cobrada de US$ 160 para US$ 40,00.

O documento tem validade máxima de dois anos e não exclui a possibilidade de o interessado solicitar visto no formato anterior, por meio da rede consular brasileira. Os turistas estrangeiros interessados devem buscar o endereço eletrônico http://www.vfsglobal.com/brazil-evisa/.

Clique para comentar

Mais Lidas

VOENEWS - Notícias do Turismo - Escritório de Negócios SCLN 201 - Bloco "C" - sala 112 Brasília - DF - CEP: 70.832-530 Telefone: (61) - 3201-8602 Celulares: (61) 98117-4456 - E-mail: contato@voenews.com.br

EVENTOS DO TURISMO

NOTÍCIAS DA HOTELARIA

Copyright © 2011 - VOENEWS - Notícias do Turismo

para o Topo